Redes Sociais

Tendências, novidades, notícias e dicas do mundo do Redes Sociais

Redes Sociais

21 jun 2021
Seja o primeiro em comentar

Tudo o que você precisa saber sobre o algoritmo do Instagram em 2021

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (Média: 5,00 de 5)
Loading...

A chave para entender como o algoritmo do Instagram funciona é entender que essa rede social fornece a cada usuário o seu próprio feed pessoal com base em como eles interagem com a plataforma. Neste artigo explicamos as regras que o algoritmo leva em conta e os passos que você deve seguir para aumentar seu alcance e engajamento.

Boa leitura!

Você pode se interessar por: Pós-graduação em Marketing Digital e Social Media

Como funciona o algoritmo do Instagram?

Talvez você já tenha sentido que trabalhou o conteúdo que posta nas mídias sociais e não alcançou os resultados esperados. Tenho certeza que você já se perguntou “como o Instagram decide qual vem primeiro? Por que algumas publicações conseguem tanto mais sucessos do que outras? Quais critérios o Instagram segue para exibir postagens no explorer? Em suma, como funciona o algoritmo do Instagram?

O Instagram não tem apenas um algoritmo que monitora o que os usuários fazem. Eles usam uma grande variedade de algoritmos, classificadores e processos, cada um com um objetivo específico. A chave é usar o máximo de tecnologia possível para personalizar a experiência do usuário.

Quando foi lançado, o Instagram era simplesmente uma plataforma que exibia fotografias em ordem cronológica. Como foi se aperfeiçoando, em 2016 a plataforma percebeu que os usuários não tinham tempo de ver 70% de todos os posts de seus contatos próximos. Por isso, desenvolveram um feed que classificava as publicações de acordo com sua ordem de importância.

Tanto o feed, explorar e reels usam seu próprio algoritmo adaptado ao seu uso. Os usuários muitas vezes procuram as histórias de seus amigos mais próximos, mas querem ver novos conteúdos no explorar.

Mitos sobre o algoritmo do Instagram

Nos últimos anos ouvimos dezenas de teorias sobre o que o Instagram valoriza e o que não.

  • O Instagram não esconde postagens. Ou seja, se você deslizar o feed você terá todas as postagens feitas pelas contas que você seguir.
  • As contas da empresa não têm nenhuma presença adicional no feed.
  • O algoritmo não favorece vídeos. O número de vídeos ou imagens que um usuário vê depende da frequência com que interagem com os respectivos formatos. O algoritmo do Instagram não favorece vídeos sobre imagens ou vice-versa.
  • Histórias, programas ao vivo e IGTV também não são favorecidos ou penalizados. Como vídeos e imagens, sua localização no feed é determinada pelo nível de engajamento, que é rastreado em tempo real.
  • O Instagram não penaliza aqueles que postam várias vezes por dia. No máximo, se você liberar rapidamente diferentes quantidades de conteúdo no mesmo dia, o algoritmo pode trocar outros conteúdos entre suas postagens.

Em suma, o Instagram não penaliza ninguém por usar muitas hashtags, postar com muita frequência ou qualquer outra coisa que possa ser considerada “excessiva”. Está programado para mostrar primeiro os posts que são mais relevantes e obter mais engajamento.

Aparecer com frequência e postar conteúdo de qualidade é fundamental para o crescimento da sua base de fãs e do seu negócio. Isso não significa que você deve se concentrar apenas em quantas vezes você posta. Você precisa se concentrar na qualidade. Se o seu conteúdo não gerar muito engajamento, ele pode não aparecer como prioridade no feed dos usuários. Independentemente das teorias de que são ou não verdadeiras sobre como o algoritmo do Instagram funciona, a criação de conteúdo leva tempo e esforço.

Como o conteúdo é classificado no Instagram?

Geralmente, feed e story são lugares onde os usuários querem ver conteúdo de seus amigos e familiares. De acordo com a própria rede social, existem cinco fatores-chave que influenciam o algoritmo do Instagram para postagens de feed. Estes são os seguintes:

1. Interesses

Tendemos a pensar que o feed nos mostra postagens baseadas apenas nos usuários que seguimos. No entanto, também é baseado nas contas e nos tipos de posts que gostamos historicamente. Quanto mais o algoritmo ver que vamos gostar de um determinado post, mais ele aparecerá no feed.

Podemos dizer que o que vemos no Instagram é basicamente uma combinação de todos os nossos comportamentos na plataforma. Desde as contas com as quais mais interagimos até as pessoas que nos marcam nas fotos ou no tipo de publicações que costumamos gostar e comentamos.

2. Engajamento

As interações mais importantes para o algoritmo do Instagram são aquelas que têm mais engajamento. Ou seja, em que um maior número de pessoas participa. As interações mais importantes para a classificação das publicações são as seguintes:

  • Número de comentários;
  • Número de curtidas;
  • Vezes que foi compartilhado;
  • Visualizações de vídeo.

3. Relações entre usuários

O Instagram busca priorizar postagens de amigos, familiares e contas que nos interessam. Para que a plataforma mostre o que você quer, interaja para descobrir quem está mais próximo de você. O Instagram tenta calcular essa relação juntamente com seu nível de interesse, assim que você segue alguém, mostrando seu conteúdo e monitorando sua maneira de se relacionar com cada usuário.

4. Melhores momentos para postar no Instagram

O algoritmo não só presta atenção ao nível de engajamento que as postagens do Instagram recebem, mas também analisa há quanto tempo a imagem foi postada. Ele sempre tentará exibir o conteúdo mais recente.

Portanto, é importante saber quais são os horários em que a maioria dos usuários estão online. Os horários de pico no Instagram são de segunda a sexta-feira, que é quando uma rotina é mais definida. Pela manhã das 7h às 9h, ao meio-dia das 13h às 15h, e à tarde das 19h às 23h.

5. Número de usuários que você segue

Como podemos imaginar, quanto mais pessoas seguirmos no Instagram, mais opções você tem, então provavelmente não veremos todas elas.

O mesmo com a frequência de uso. Se visitarmos o Instagram com frequência, nosso feed será mais cronológico, pois a plataforma tentará nos mostrar os melhores posts desde nossa última visita. Se entrarmos no aplicativo com menos frequência, nosso feed será resolvido de acordo com o que o Instagram acha que vamos gostar, em vez de cronologicamente.

O que achou deste artigo sobre como funciona o algoritmo do Instagram? Deixe seus comentários e compartilhe!

E se além de saber muito mais sobre como funciona o algoritmo do Instagram você quer se tornar um especialista em redes sociais, conheça a Pós-graduação em Marketing Digital e Social Media do IEBS. Você aprenderá, entre outras coisas, a detectar as melhores práticas e usos nas redes sociais e na Web 2.0. Estamos esperando por você!

Pós-graduação em Marketing Digital e Social Media

Saiba aproveitar ao máximo todas as ferramentas de Social Media para comunicar de maneira eficaz.

Quero conhecer!

Compartilhe e comente este post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...

IEBS NAS REDES

PRÓXIMOS EVENTOS

BUSCAR NO BLOG