Big Data

Tendências, novidades, notícias e dicas do mundo do Big Data

Big Data

22 fev 2019
4 comentarios

Tendências Big Data 2019 para que o futuro não te pegue de surpresa

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (ainda sem avaliações)
Loading...

Você sabia que a sociedade atual é capaz de produzir mais dados em dois dias do que em séculos de história? Quase sem perceber, produzimos centenas de dados todos os dias apenas navegando na internet. Se você não quer que o futuro te pegue desprevenido, preste atenção às seguintes tendências Big Data e analytics 2019 para não ficar pra trás!

Índice do conteúdo:

A análise de dados ou Big Data tem aberto espaço em muitos setores profissionais para se tornar uma ferramenta fundamental em nosso dia a dia. Mas sabemos realmente como enfrentar todos desafios do Big Data e da análise de dados?

Sem dúvida, 2018 foi um grande ano para o Big Data e seguirá seu desenvolvimento em 2019. As novas tecnologias permitiram consolidar o uso de ferramentas e estratégias nessa área e podemos ver como o Big Data Analytics é uma prática de Business Intelligence e um valor de diferencial competitivo.

Tendências Big Data e Analytics 2019

Antes de iniciar, gostaria de destacar uma frase do Diretor de IoT e Transformação Digital da Cisco na Espanha, Antonio Conde, para compreender a magnitude do valor que tem o Big Data: “Os dados são ‘o novo petróleo’, eles estão se tornando peça-chave da sociedade e economia“.

Evolução técnica notável

Muitos especialistas concordam que 2019 será o ano em que a tecnologia Big Data alcançará progressos significativos, mas ainda falta muito para vermos tudo o que o Big Data pode fazer por nós e certamente será uma mudança de contexto econômico e social.

Entre as principais tendências tecnológicas estão:

  • Os sistemas de armazenamento distribuído NoSQL, tão importantes para grandes necessidades de dados e infraestrutura, como Google, Amazon e Facebook.
  • Os sistemas distribuídos para a obtenção, processamento e análise de sinais e eventos de IoT em tempo real, que permitem analisar uma grande quantidade de dados de forma imediata.
  • Os bancos de dados com processamento baseado em GPUs, que aceleram o cálculo de informações em massa e ajudam a reduzir os tempos de treinamento de modelos e projetos de machine learning.
  • Os chatbots, que permitem responder a consultas e executar ações simples automaticamente e por meio de uma linguagem natural. Durante este ano, se aperfeiçoarão, tanto em operação quanto em design.

Outra palavra-chave quando falamos em avanços tecnológicos é a IA, que permite ser mais rápida e precisa ao tomar decisões estratégicas em muitos setores de negócios. O que, sem dúvida, veremos é como a ascensão das tecnologias digitais, o armazenamento de dados a um custo mais baixo, o hardware de alto desempenho e o software integrado estimularão a mudança em empresas grandes e pequenas.

As plataformas de IA ganharão grande popularidade em 2019, porque possibilitarão o desenvolvimento de comunicações mais rápidas e eficientes em colaboração com os cientistas de dados e os departamentos de marketing e comunicação.

Aprendizado de Máquina

Outra tendência principal que é buscada é o aperfeiçoamento do Aprendizado de Máquina, que é um sistema treinado para ser capaz de prever os resultados com razoável precisão. Ted Dunning, o Arquiteto Chefe de Aplicações MapR afirma que “mais e mais empresas tratam a computação em termos de fluxos de dados em vez de dados que apenas são tratados e armazenados em um banco de dados. Esses fluxos de dados capturam os principais eventos e refletem a estrutura de negócios. Uma malha de dados unificada será a base para a construção desses sistemas de fluxo de larga escala.”

Nuvens híbridas subirão como espuma

No ano passado, as nuvens híbridas ganharam grande popularidade, como uma ferramenta que permite às empresas armazenar dados com segurança. Durante 2019, o uso desta tecnologia deverá aumentar significativamente entre as empresas. As vantagens das nuvens híbridas incluem transferir-se de um lado para outro entre nuvens locais (privadas) e nuvens IaaaS (públicas), o que permite maior flexibilidade.

As novas políticas de proteção de dados

2018 trouxe mais dor de cabeça devido à implementação do Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) da União Europeia, que entrou em vigor em maio. Isso forçou muitas empresas a modernizar seus procedimentos de consentimento e seus processos de processamento de dados, bem como seus procedimentos para notificar e receber o consentimento. 2019 pode ser o ano em que o resto dos países decidam imitar a União Européia com uma lei similar.

Ecossistema do Big Data

A necessidade de as empresas realizarem análise de dados promoverá a inovação tecnológica (TI) dentro dela e, ao mesmo tempo, sua integração ao ecossistema Big Data. Esses avanços serão obrigatórios para todas as empresas que não querem ficar para trás no mercado. Portanto, o modelo de Business Intelligence começará a ser uma realidade, desde grandes multinacionais a pequenas startups.

O ecossistema Big Data oferece uma grande capacidade de aprendizado automático que incluirá cálculo exaustivo, inteligência artificial e algoritmos gráficos. Outro benefício desse ecossistema é que as tecnologias analíticas serão unificadas, portanto, haverá uma melhor compatibilidade dos tipos de dados e fontes e elas poderão ser lidas por qualquer linguagem de programação.

Pretensões do Big Data em 2019


Em 2019, poderemos ver todos os avanços que o Big Data nos prometeu. Uma das prioridades das empresas é o gerenciamento de dados e recursos que integrem múltiplas tecnologias de base.

A Inteligência Artificial foi criada para facilitar a tomada de decisões através de algoritmos complexos que fornecerão múltiplas respostas sobre decisões a serem tomadas. O que precisamos para isso? Dados e mais dados.

Outra demanda das empresas é que o Big Data é capaz de antecipar as necessidades e demandas dos consumidores. A coleta de dados abre uma ampla gama de possibilidades na personalização do produto ou serviço para o cliente.

E, finalmente, o Blockchain que está evoluindo rapidamente. Essa tecnologia oferece uma grande capacidade de transação e manutenção de registros que pode servir de base para outras aplicações potenciais, como na saúde, na distribuição de mídia, administração pública e cadeias de suprimento.

Big Data, o perfil mais procurado


Atualmente, o Big Data tornou-se um dos perfis profissionais mais procurados, mas também um dos mais difíceis de preencher. Isso porque eles representam 10,11% do total, de acordo com o relatório EPYCE 2017: Posições e Competências mais procuradas. Por outro lado, também encontramos dificuldades por parte das empresas para preencher os cargos de engenheiros de computação. Estes representam 5,85% e superam o perfil Big Data em demanda.

Diante desse paradigma e da crescente integração de novas tecnologias em nosso dia a dia, isso está fazendo com que escolas de negócios e universidades tenham seus programas afetados, tendo que implementar novos modelos de aprendizado e contribuindo com novas formações em Big Data para cobrir essa demanda.

O estudo também revelou que, junto com a demanda por Big Data, também se encontram os operários de fábricas. Estes são seguidos por perfis comerciais, no entanto, as empresas têm problemas em encontrar perfis de comerciais digitais e que serão cada vez mais procurados.

Mas o relatório não apenas coleta os perfis mais solicitados no Big Data, mas também as habilidades mais solicitadas pelas empresas. Estas são; iniciativa, capacidade de trabalho em equipe e flexibilidade. Quanto aos perfis mais seniores, os responsáveis ​​por capturar e selecionar talentos procuram pessoas com habilidades de liderança. Outra capacidade fundamental e que não podemos esquecer são as línguas, especialmente o inglês.

Se interessou por essas tendências? Você acha que existem mais? Ajude-nos a melhorar com seus comentários logo aqui abaixo. Se você quer se especializar em Big Data e melhorar as estratégias da área de Marketing da sua empresa, na IEBS lhe oferecemos o Master em Marketing Digital e Web Analytics, no qual você trabalhará em um projeto de Business Intelligence, analisando e interpretando dados.

Master em Marketing Digital e Web Analytics

Aprenda a analisar e interpretar dados para aumentar a performance no mundo digital

Tenho interesse!

Compartilhe e comente este post!

4 thoughts on “Tendências Big Data 2019 para que o futuro não te pegue de surpresa”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...

IEBS NAS REDES

PRÓXIMOS EVENTOS

BUSCAR NO BLOG