Marketing Digital

Tendências, novidades, notícias e dicas do mundo do Marketing Digital

Marketing Digital

17 abr 2019
Seja o primeiro em comentar

5 etapas que mudarão a maneira como você desenvolve um plano de marketing

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (Média: 5,00 de 5)
Loading...

O plano de marketing é um relatório muito elaborado no qual especificamos os objetivos a serem alcançados, as estratégias e táticas que usaremos para alcançá-los e o custo associado a eles. É de vital importância que este documento seja corretamente planejado e seja o resultado de uma investigação profunda.

A capacidade de desenvolver planos de marketing bem-sucedidos pode ser um diferencial em um profissional de marketing, pois não só ajuda a justificar o que aconteceu até agora, mas também serve para explicar a direção que a empresa pretende adotar.

O plano de marketing é indiferente ao tamanho da empresa, se você trabalha em uma grande corporação ou em uma pequena empresa, você precisará desenvolver este tipo de documento para definir objetivos e escolher os meios e recursos que você usará para alcançá-los. 

A elaboração de um plano de marketing também serve como um ponto de reflexão.

Os membros da equipe de marketing são forçados internamente a entender os resultados obtidos de ações anteriores. Mas esse olhar interno não será suficiente, pois também devemos olhar para fora para conhecer o mercado em que trabalhamos. Além disso, o plano de marketing nos ajudará a estabelecer uma direção a ser seguida no futuro, com objetivos claros a serem alcançados. E por último, mas não menos importante, serve também para justificar os custos de nossas estratégias.

Quando precisamos desenvolver um plano de marketing?

Pode haver várias situações em que somos solicitados a desenvolver um plano de marketing.

O mais típico será a elaboração de um plano de marketing anual pelo departamento de marketing, criando um relatório que passará a fazer parte do planejamento anual da empresa.

Também pode acontecer de nós querermos desenvolver uma estratégia específica  para introduzir um novo produto, acessar novos mercados ou simplesmente tentar novas estratégias de marketing. Nestes casos, a preparação de um plano será fundamental para, como dissemos, estabelecer os objetivos e justificar os recursos demandados.

Quais seções um plano de marketing deve ter?

Para desenvolver um plano de marketing claro, simples e ordenado, aconselho-o a seguir estas cinco seções:

#1 Análise da situação

É uma seção introdutória descrevendo a situação atual.

Descrevemos o produto ou serviço que oferecemos, as vantagens que nos traz no nível de marketing e os desafios a serem superados.
Também é importante fazer um breve resumo da situação do mercado e como nossos concorrentes estão localizados nele.

#2 Público-alvo

Basta descrever o público-alvo que você está direcionando. Caso desejemos direcionar os consumidores, descreveremos seu perfil com base em características demográficas, idade, sexo e outras características relevantes. Se estivermos trabalhando em campanhas B2B, classificaremos as empresas que estamos segmentando, detalhando seu setor, tamanho, localização e assim por diante.

#3 Objetivos

Sinteticamente, em uma página ou menos, escrevemos os objetivos que nossa empresa direcionará em termos de marketing durante o próximo ano. É importante estabelecer metas realistas e que, acima de tudo, elas sejam mensuráveis para avaliar nosso desempenho. “Aumentar as vendas nacionais”, por exemplo, seria um mau objetivo, o correto seria “aumentar as vendas nacionais em 5% no primeiro semestre e em 15% no segundo”.

#4 Estratégias e táticas

Aqui está o núcleo do nosso plano de marketing, onde escrevemos as estratégias de marketing que seguiremos e listamos cada uma das táticas que usaremos para executá-las.

Por exemplo, se nosso objetivo é aumentar em 20% a quantidade de vídeos alugados em uma locadora em três meses, uma boa estratégia seria oferecer promoções especiais para menores de 30 anos. Essa seria a estratégia, e para poder realizá-la, uma das táticas seria o e-mail marketing, a distribuição de panfletos no campus da universidade e assim por diante.

A seção táticas deve incluir todos os passos que vamos tomar para cumprir a nossa estratégia em termos de publicidade, relações públicas, e-mailing, promoções, eventos… Uma recomendação é desenvolver um calendário em que nós programamos as vários táticas planejadas para estabelecer uma evolução lógica.

#5 Divisão do orçamento

Assim que nossas estratégias e táticas forem estabelecidas, terminaremos definindo o custo associado a elas. Neste ponto, seremos forçados a retroceder em muitos casos, se percebermos que escolhemos táticas excessivamente caras e precisaremos repensar nossa estratégia.

Podemos sempre adaptar o plano de acordo com o crescimento do negócio e os novos produtos ou serviços que apresentamos. Mas se uma coisa é clara para nós, é que essa ferramenta simples é um guia essencial dentro do departamento de marketing.

Se você precisa aprender a fazer bons planos de marketing, especialmente no ambiente digital, você está convidado a conhecer o nosso MBA em Marketing Digital para conhecer o mundo digital e saber utilizar o marketing digital, imprescindível atualmente.

MBA em Marketing Digital

Aprenda a incorporar processos de inovação e mudanças estruturais nas empresas

Quero saber mais!

Compartilhe e comente este post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...

IEBS NAS REDES

PRÓXIMOS EVENTOS

BUSCAR NO BLOG