Marketing Digital

Tendências, novidades, notícias e dicas do mundo do Marketing Digital

Marketing Digital

13 fev 2019
1 comentarios

Como ser Youtuber: guia completo para começar

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (Média: 3,67 de 5)
Loading...

Você quer se tornar um Youtuber e não sabe como? Talvez pareça muito fácil falar com uma câmera em uma sala, mas, realmente, como os youtubers chegam a ser o que são? Eles têm algum truque infalível? Neste post vamos falar sobre o fenômeno que está se crescendo cada vez mais e como se tornar um Youtuber de sucesso.

Índice do conteúdo:

Não existe uma fórmula mágica para ter sucesso no YouTube, mas sim algumas diretrizes para que, pelo menos, a intenção não fique apenas na tentativa e possa saber como trabalham esses influenciadores especialistas em multimídia, audiovisual e tudo que é relacionado ao mundo digital.

Se você quer uma formação profissional de Youtube, aqui há um Curso Intensivo Online para ser Youtuber.

Na IEBS também criamos um curso onde você aprenderá passo a passo como criar um canal no YouTube e como se tornar um youtuber. Você pode conferir aqui.

Qual material audiovisual é preciso?

Para começar, você terá que saber o que precisa, especialmente em termos de tecnologia e ferramentas com as quais os youtubers trabalham diariamente. Aqui estão algumas diretrizes que ajudarão você a aprender como ser youtuber.

  • Câmera:

Primeiro de tudo, é conseguir uma câmera para poder gravar. As câmeras mais usadas pela maioria dos youtubers são classificadas em dois tipos: Reflex e Compactas. Um dos elementos mais comuns desses modelos de câmera é a tela dobrável, ou seja, a câmera possui uma tela que pode ser girada para ver você mesmo enquanto grava. Embora à primeira vista não pareça muito importante, esse recurso facilita muito o trabalho de gravação, ainda mais se não tivermos ninguém para nos ajudar. Outro fator importante é o sistema de auto-foco e monitoramento para manter seu rosto focado em relação ao fundo e ganhar mais destaque. Quanto ao preço dessas câmeras, elas não são as mais baratas no mercado, tampouco as mais caras. Esta gama de opções permitirá que você faça vídeos realmente muito bons de ótima qualidade e sem a necessidade de fazer um grande investimento.

Características das câmeras Reflex:

  • Gravação em Full HD;
  • Possibilidade de incorporar um microfone externo para melhorar o áudio de seu vídeo;
  • As lentes são intercambiáveis para que você possa usar a ótica que melhor se adapte ao que você precisa.
Exemplo de câmera Reflex

Características das câmeras compactas:

  • Gravação em Full HD;
  • Algumas delas têm a possibilidade de incorporar um microfone externo, mas isso não é comum;
  • Nem todas as câmeras compactas têm a possibilidade de trocar as lentes;
  • Melhor ergonomia: menos peso e mais ágil.
Exemplo de câmera compacta
  • Tripé:

100% necessário para manter uma imagem fixa e estável. Pode ser um pequeno tripé para colocar em uma mesa, mas em geral é conveniente um tripé que nos permita ajustar a altura e oferecer um suporte estável para a câmera. Tenha em mente que, se você tiver uma câmera pesada, como uma Reflex grande, o tripé deve ser robusto e forte o suficiente para que a aguente.

  • Sonido:

A qualidade do som é tão ou mais importante que a qualidade da imagem. Você já deve ter ouvido falar que, se um vídeo tem uma qualidade de imagem ruim, mas, ao mesmo tempo, um bom áudio, o espectador ainda pode assistir a esse vídeo? E, em vez disso, se a situação se inverter e encontrarmos uma qualidade de áudio ruim, o espectador não demorará muito para interromper esse vídeo. Curioso mas verdadeiro.

O que recomendamos é evitar gravar o som com o microfone interno da câmera e sempre que puder usar um microfone ou gravador externo para evitar ruído de fundo ou zumbido.

  • Iluminação:

A iluminação é um dos fatores mais importantes para obter um vídeo de qualidade. Você pode ter a melhor câmera do mundo, mas se a cena estiver mal iluminada, não servirá de nada.

Quando falamos de iluminação, não estamos nos referindo à quantidade de luz, mas para obter um ambiente adequada para a cena que você vai gravar. Vejamos algumas especificações técnicas para um pequeno estúdio (como as salas dos youtubers).

  • Luz suficiente para a câmera capturar os detalhes e as cores;
  • Evite sombras agressivas, especialmente no rosto.
  • Dê destaque ao sujeito em relação ao plano de fundo.

De fato, existe um esquema básico de iluminação que consiste em três fontes de luz: luz principal, luz de preenchimento e luz contra (contraluz).

Como o nome sugere, a luz principal fornece mais luz e é a que serve de referência, dando o tom em relação à intensidade das outras fontes. Para suavizar uma luz, diferentes difusores são usados, como caixas de luz ou difusores de guarda-chuva, que nada mais são do que uma superfície branca translúcida colocada na frente da fonte de luz.

Ainda assim, deve-se destacar que a melhor luz é a natural, embora também tenha suas desvantagens; depende da hora e do dia que você faz (nublado, ensolarado … até mesmo a passagem das nuvens pode fazer com que você veja mudanças na intensidade da luz durante a gravação).

E depois de ter seu vídeo gravado, o último passo antes de enviar o vídeo, e talvez o que requer mais trabalho, é a montagem ou a edição. Para isso, recomendamos os seguintes programas profissionais nos quais você encontrará uma variedade de opções para criar uma peça audiovisual criativa e atraente em termos de efeitos de vídeo e imagem:

  • iMovie (Mac) ou Windows Movie Maker (PC): Estes dois já vêm no seu computador e são muito fáceis de usar para os iniciantes. Também recomendamos que, assim que puder, pule para algo mais complexo e ao mesmo tempo completo. Valerá a pena.
  • Final Cut (Mac) ou Adobe Premiere Pro (Mac e PC): Estes são os programas mais usados pelos youtubers, pois oferecem muitas opções em relação a outros programas de edição. Depois de trabalhar com eles, pode ser que não queira voltar para nenhum outro.
  • ScreenFlow (Mac) ou Camtasia (Mac e PC): Eles também têm a opção de editar os vídeos, mas o que caracteriza esses programas é a possibilidade de gravar a tela do computador, que é conhecida como screen capture. Esta opção é utilizada por muitos youtubers que, por exemplo, querem mostrar uma partida de um jogo no computador.

Como faço para enviar meus vídeos para o YouTube?

Agora que você gravou e montou seu vídeo, só resta a coisa mais fácil de fazer: enviá-lo para a Internet ou, melhor, como um bom youtuber, enviá-lo para o YouTube. Para isso, você precisará criar uma conta no Google; pode usar a mesmo do seu e-mail do Gmail.

Depois de criar uma conta, envie o vídeo a partir da página do seu canal logado em sua conta.

Uma vez clicado o botão, a página a seguir aparecerá, onde você terá que selecionar o arquivo que deseja carregar ou arrastá-lo diretamente no seguinte espaço:

Enquanto o vídeo é enviado e processado, você deve preencher os seguintes campos:

  • Título: escreva um título que resuma o vídeo, mas principalmente que seja conciso e chamativo;
  • Descrição: Escreva o conteúdo do vídeo de forma resumida, embora quanto maior o texto, mais ele ajudará você a encontrar um número maior de usuários. Na descrição você também pode adicionar suas redes sociais ou página da web, pedir para eles se inscreverem no seu canal, etc;
  • Tags: digite as palavras-chave que descrevem seu vídeo para posicioná-lo na busca.

É muito importante saber como otimizar seus vídeos para o Youtube, é por isso deixamos este guia que certamente será de grande ajuda para melhorar o SEO do seu conteúdo.

E por último, mas não menos importante, são as miniaturas. É muito importante ter em conta os seguintes aspectos para que o seu vídeo se destaque acima dos outros youtubers e seja o escolhido para o usuário dentro dos envios infinitos que ocorrem a cada hora. Lembre-se de que tanto o título quanto a miniatura são os aspectos que guiarão o usuário a decidir se clica no vídeo para reproduzi-lo ou não.

  • As cores devem ser chamativas e, se possível, que estejam dentro da sua imagem corporativa;
  • Se você insere uma imagem de si mesmo, melhor ainda;
  • As palavras incluídas na imagem devem ter um tamanho importante para que sejam lidas no tamanho pequeno que são mostradas;
  • Mantenha o mesmo estilo para que todas as miniaturas sejam fiéis ao seu canal e à sua marca.

Além de tudo o que explicamos, você também deve expressar sua personalidade única e mostrá-la aos seus usuários em cada um de seus vídeos. Dessa forma, você poderá criar sua marca pessoal e formar uma conexão especial com seu público. Aconselhamos o seguinte:

  • Definir o tema do canal: “o conteúdo é rei”, sem conteúdo interessante, por mais esforço que façamos de nível técnico ou de posicionamento na web, se o conteúdo não funciona, os usuários entrarão uma vez, mas nunca mais voltarão. E nós não queremos isso, procuramos usuários que confiam no canal, que se inscrevam, etc. Por isso, além de fazer vídeos com conteúdo interessante, você também deve levar em conta o tema e defini-lo bem para atingir um público-alvo.
  • Colaboração com outros youtubers: tente encontrar pessoas e contatos para perguntar se eles querem fazer um vídeo colaborativo juntos. É uma ótima maneira de obter mais reconhecimento e até mesmo conquistar uma parte dos seguidores do youtuber colaborador. Tente colaborar com pessoas que tenham estilo e público semelhantes ao seu. Desta forma, você compartilhará audiência.
  • Interação com seus seguidores: responda os comentários ou perguntas deixadas por seus usuários. Essa é uma boa maneira de começar a formar novos relacionamentos com seus inscritos. Se eles pedirem conselhos, dê! Seja genuíno e amigável, desta forma você atrairá mais e mais pessoas. O importante é interagir com seu público o máximo que puder.
  • Promoção nas redes sociais: compartilhe seus vídeos em todas as suas redes sociais. Trabalhe nos relacionamentos que você já possui e deixe seu público crescer naturalmente. Também é importante participar de redes sociais verticais nas quais seus temas coincidem com os do seu canal. Desta forma, você será capaz de alcançar mais pessoas e formar um público maior.
  • Constância: tenha paciência e perseverança. Um canal não cresce durante a noite, pelo contrário, costuma ser um processo lento. Mas, ao mesmo tempo, para que as pessoas continuem voltando para o seu canal, você deve atualizá-lo com freqüência e, se possível, sempre fazê-lo no mesmo dia para que seus telespectadores saibam quando buscar o seu conteúdo novamente. Mais de um seguidor espera que o dia chegue quando seu youtuber favorito enviar seu próximo vídeo. Quem sabe, talvez haja alguém que no final faça o mesmo com você!
  • Encerrando os vídeos: ao finalizar os vídeos, é altamente recomendável fazer um apelo à ação, convidando seus usuários a se inscreverem no canal, comentar, fazer perguntas, compartilhá-los em suas redes sociais, etc. Além disso, você também deve levar em conta o fato de introduzir uma máscara final com anotações direcionadas para outros links, como, por exemplo: outro vídeo, a página do canal, redes sociais, etc.
  • Seja você mesmo: seus espectadores perceberão imediatamente se você estiver sendo autêntico ou não. Explore sua personalidade e mostre-a em seus vídeos, agindo da mesma forma como se você fizesse isso na frente de seus amigos ou familiares. Não copie o estilo dos outros! Coloque paixão e divirta-se!

Como monetizar seus vídeos do YouTube

Ativar a rentabilização dos seus vídeos no seu canal do YouTube e, assim, obter benefícios econômicos isso é muito simples: Basta entrar na configuração do seu canal, na parte de “Monetização” e uma vez lá, “Ativar o programa de monetização na minha conta“.

A partir daí, você pode gerenciar a receita dos seus vídeos e poder acompanhar o relatório de estatísticas.

Regras para obter renda com seu canal do Youtube

Infelizmente, a última atualização do YouTube veio na forma de más notícias para youtubers iniciantes ou de um nível inferior e independente. Nesta nova atualização, a plataforma exige novas regras para que os usuários possam ganhar dinheiro por meio de seu canal:

  • Somente os youtubers que têm mais de 1.000 inscritos em seu canal ganharão dinheiro com seus vídeos;
  • Esses usuários também devem receber 4000 horas de visualização de vídeo por ano.

Estes são os novos números que devem atender, tanto os usuários antigos como os novos youtubers, que costumam alcançar este número de usuários entre 2 e 20 meses, o que implica um esforço extra de promoção para eles.

Além disso, o YouTube validará, de maneira “humana” e específica, cada vídeo enviado pelos grandes youtubers com mais de um milhão de seguidores. Desta forma, eles podem evitar conteúdo incomum: violência, sexo, drogas … nos vídeos mais virais.


Bem, agora que você sabe como ser um bom youtuber, esperamos que coloque em prática e nos conte sua experiência. Se você já iniciou sua jornada como youtuber, queremos saber mais dicas! Compartilha sua experiências e assim todos nós aprendemos.

Pós-graduação em Marketing Digital e Social Media

Domine os conhecimentos, técnicas e ferramentas para estratégias de Marketing Digital

Tenho interesse!

Compartilhe e comente este post!

One thought on “Como ser Youtuber: guia completo para começar”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...

IEBS NAS REDES

PRÓXIMOS EVENTOS

BUSCAR NO BLOG