Marketing

Tendências, novidades, notícias e dicas do mundo do Marketing

Marketing

22 jun 2021
1 comentarios

O que é o Mix de Marketing e suas variáveis: os 9P’s de marketing

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (Média: 5,00 de 5)
Loading...

Ainda não sabe o que é o Mix de Marketing e quais são suas variáveis? Quando lançamos nossa empresa para o mercado e fazemos um plano de negócios, é hora de nos perguntarmos sobre essas técnicas ou estratégias de marketing. Saiba como obter resultados favoráveis no curto prazo. Leia a seguir!

Você pode estar interessado em: MBA em Marketing Digital  

O que é o Mix de Marketing?

Todo consumidor conhece o produto, onde o compra, por que o escolheu e o preço que ele tem. Levando em conta todos esses pontos em que o consumidor toma decisões, e ficando à frente disso, isso é o eixo central do Mix de Marketing, Marketing Mix.

Portanto, o Mix de Marketing, consiste no conjunto de atividades voltadas para a promoção e comercialização da marca ou produto no mercado. Sempre levando em conta os 4P’s e com um objetivo claro: atrair e reter o cliente graças à satisfação de suas necessidades.

Philip Kotler, especialista em marketing global, define muito bem em seu livro Marketing 4.0. Transforme sua estratégia para atrair o consumidor digital: “O ‘Marketing Mix’ é uma ferramenta clássica para ajudar a planejar o que oferecer aos consumidores e como oferecê-lo a eles”.

Uma vez que temos o conceito claro, quais são essas variáveis internas ou os conhecidos 4P’s que falamos? São o produto, preço, praça – ou local – e promoção. A estratégia no Marketing Mix será orientada para adaptar essas quatro variáveis ao mercado. Um exemplo muito claro é quando uma empresa quer dar o salto para o digital. É claro que terá que adaptar as variáveis ao contexto digital depois de ver como o mercado e o consumidor se comportam nesse meio.

Os 4P’s de marketing analisam a estratégia das empresas internamente desde a década de 60. Servem para organizar e detalhar as ações relacionadas à disponibilidade de bens e serviços ao público-alvo. Para isso, é importante levar em conta o comportamento do mercado e do nosso potencial cliente. É marcado como um objetivo para alcançar a máxima retenção e lealdade dos clientes que satisfazem ao máximo suas necessidades.

Depois deste exemplo a resposta para o que é o Mix de Marketing é clara: algo tão simples e complicado como obter o produto certo, no lugar certo, na hora certa e no preço certo.

Quais são os 4P do Marketing Mix

Preço

O preço do produto ou serviço continua sendo um fator chave para a grande maioria dos clientes. Quando não somos capazes de nos diferenciar da nossa concorrência, o preço sempre se torna o fator decisivo.

Devemos estabelecer um preço para o produto, amplo o suficiente para gerar renda para cobrir despesas e também gerar um lucro. Também é importante levar em conta o preço máximo que o cliente está disposto a pagar. Um profundo conhecimento do mercado nos dará muito mais pistas do que um estudo dos custos internos da empresa.

Essa variável é relevante para o consumidor e competitiva para o mercado.

Produto

O produto é uma das variáveis mais importantes, pois é o bem ou serviço que satisfaz uma necessidade. Isso resultará na experiência do usuário ser positiva ou negativa. O produto escolhido deve ser novo e simples o suficiente para superar a concorrência e, também, ser compreendido por qualquer usuário.

Promoção

Consiste em todos os esforços que a empresa realiza para que este produto alcance maior sucesso e notoriedade. A promoção passa a ser para apresentar o produto aos futuros clientes.

A variável da promoção se concentra nos esforços de divulgação do nosso produto ou serviço, principalmente por meio da publicidade. É aí que entram métricas como ROI ou ROAS, que tentam medir a rentabilidade de projetos ou publicidade. Não adianta investir em promoção se isso não gera mais renda do que as despesas da própria promoção.

Praça ou lugar

Em muitos casos, os canais de distribuição são os esquecidos do marketing e não deve ser assim, pois a logística é indispensável para que um negócio tenha sucesso com seus produtos.

No processo de distribuição do produto, está incluído desde o estoque, até os pontos de venda, intermediários, motoristas de entrega, entre outros. É importante considerar o número de produtos em estoque. A má gestão pode resultar na perda de muitas vendas.

Guia de como fazer um Plano de Marketing

Evolução dos 4P’s no Marketing Mix

Marketing Mix nasceu dentro do marketing tradicional por volta dos anos 50-60. Junto com ele, Jerome McArthy foi quem pressionou para o uso de 4P’s. Você acha que hoje e depois do que o mercado mudou, podemos continuar a usá-los? Claro que sim, esses 4P’s estão no mercado porque são o mercado, mas a evolução do ambiente os fez se adaptar ou aumentar.

De 4P a 4C’s de marketing

No final dos anos 90, uma nova teoria foi proposta. 30 anos após os 4P’s, foi necessário deixar o produto de lado um pouco para focar no cliente e, portanto, nos 4C’s (termo anglo-saxão): cliente, custo, conveniência e comunicação. Sem dúvida, a era digital tem sido decisiva nessa mudança. Tanto que os 4C’s são chave, por exemplo, dentro das redes sociais.

  • perspectiva do cliente muda radicalmente. Ele passa de consumidor para ser uma pessoa. O foco, antes no produto, muda para tornar o cliente o protagonista em todos os sentidos. Assim, torna-se prosumer, as empresas criam os produtos que ele encomenda.
  • preço muda de custo, porque um produto não custa mais apenas dinheiro, é tempo e esforço. Ou seja, uma loja pode oferecer um preço baixo para o seu produto, mas se ele está muito longe de sua casa, você provavelmente prefere comprar em uma loja próxima a um preço um pouco mais alto. Portanto, a empresa deve estudar esses dois fatores que são mais decisivos do que o preço.
  • Em relação ao tempo do cliente temos a mudança de local para a conveniência. A empresa assume a responsabilidade de estabelecer uma distribuição eficiente que seja acessível para o cliente. É sobre tornar sua vida mais fácil.
  • publicidade convencional não funciona mais. Os clientes se comunicam de forma diferente, assim como a empresa. A promoção dá lugar à comunicação. Para isso, o ideal é estabelecer uma comunicação direta, interativa e relacional. Não só os produtos são informados, mas uma experiência é criada ao seu redor.

Para Kotler, a aplicação dos 4C’s garante que “as empresas tenham uma boa chance de sobreviver na economia digital”.

De 4P’s a 7P’s no Marketing Mix

Como vimos, o Marketing Mix leva em conta o produto, o preço, a praça (local) e a promoção. Esses quatro elementos no setor de serviços passam a ser 7, pois, tendo um serviço como produto, novas abordagens surgem quando se trata de realizar qualquer estratégia.

É por isso que os 4P’s são adaptados e mais três variáveis são adicionadas: pessoal, palpabilidade (evidência física) e processos.

  • A equipe que oferece o serviço faz parte da experiência de compra do cliente, por isso tem impacto direto na qualidade do serviço. O sucesso da empresa nesse aspecto será formar uma boa equipe de pessoal que seja clara sobre as necessidades do cliente e saiba como atendê-las.
  • Processos são o método que a empresa usa para prestar um serviço. Ou seja, como o cliente é atendido e qual valor diferencial a empresa tem neste momento. Lidar com o cliente durante todo o processo de atendimento será vital para alcançar a diferenciação dentro do mercado.
  • Palpabilidade (evidência física) é sobre a empresa fornecer “evidências” que confirmam ao cliente a qualidade de seu serviço. Por exemplo: vídeos, fotografias, opiniões, recomendações… Ao testar, queremos dizer o design e a criação de estratégias em torno da imagem física e não física da marca.

De 7P’s a 9P’s no Marketing Mix

E as evoluções ainda estão presentes, e nós vamos dos 7P’s para os 9P’s. Adicionamos participação e previsão.

  • Participação (engajamento) – Para fazer com que o usuário se sinta parte da marca, experimente sempre que puder enfatizar o engajamento. É aconselhável criar comunidades online e offline nas quais os usuários podem participar e colaborar com sua marca. Desta forma, você será capaz de construir lealdade.
  • Previsão: isso consiste em identificar e atrair clientes com base nos valores quantitativos já coletados. Para isso, existem ferramentas de monitoramento.

Por que o Marketing Mix é importante para sua empresa?

Como você viu ao longo do artigo, o Marketing Mix pode ser considerado a espinha dorsal de uma boa estratégia de negócios. Um Mix de Marketing muito claro e elevado nos permite:

  • Fazer alterações em nossos produtos sempre que necessário. Ou seja, nos permite redesenhar e inovar;
  • Atrair novos clientes e recuperar os potenciais perdidos;
  • Ter uma presença tanto virtual quanto fisicamente e medir as estratégias mais eficazes;
  • Estabelecer alianças com empresas externas.

Com um planejamento claro e a equipe certa, seu negócio pode ir até onde quiser. Para isso, é aconselhável estabelecer metas inteligentes: específicas, mensuráveis, alcançáveis, realistas e tempo.

O que achou deste artigo sobre o que é o Mix de Marketing? Comente e compartilhe!

Como você viu, o Marketing Mix e os 4P’s são fundamentais para quem quer empreender ou pertencer ao departamento de marketing de uma empresa, especialmente no mundo digital. Com  MBA em Marketing Digital, você será treinado em Marketing Digital e ficará por dentro sobre as últimas tendências e estratégias do mercado para que você possa aplicá-los com sucesso em qualquer empresa digital.

MBA em Marketing Digital

Saiba aplicar com sucesso os principais conceitos de marketing no mundo digital.

Quero conhecer!

Compartilhe e comente este post!

One thought on “O que é o Mix de Marketing e suas variáveis: os 9P’s de marketing”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...

IEBS NAS REDES

PRÓXIMOS EVENTOS

BUSCAR NO BLOG